Atendimento (43) 3172-4040 Segunda a Sexta das 08hrs as 18hrs.
CRISTIANISMO BÁSICO
  • CRISTIANISMO BÁSICO

CRISTIANISMO BÁSICO

Sku: 872

Categoria: ApologéticaLIVROS

Marca: ULTIMATO

ISBN: 978-85-7779-000-5

Quantidade Disponivel: 2 un

Promoção

de R$ 45,80

Por R$ 32,06

ou em 6x de R$ 5,72

Ver parcelas
1xdeR$ 32,06 Sem Juros Total: R$ 32,06
2xdeR$ 16,51 Com Juros Total: R$ 33,02
3xdeR$ 11,11 Com Juros Total: R$ 33,34
4xdeR$ 8,42 Com Juros Total: R$ 33,67
5xdeR$ 6,80 Com Juros Total: R$ 34,00
6xdeR$ 5,72 Com Juros Total: R$ 34,33
Frete e Prazo

Simule o frete e o prazo de entrega estimados para sua região:

Descrição do Produto

Páginas                208        

ISBN      978-85-7779-000-5         

Formato              16x23   

Assunto               Apologética, Evangelização, Vida Cristã               

Autor    John Stott          

Código  41.03

Informações do Produto

SINOPSE:

 

Muitos se opõem a qualquer coisa que tenha aspecto institucional. Rejeitam a igreja. Na verdade, rejeitam a igreja contemporânea — não Jesus Cristo. Notam uma contradição entre o fundador do cristianismo e o estado atual da igreja fundada por ele.

 Alguns cresceram aprendendo sobre Jesus e as verdades do cristianismo. Mas, quando adquirem senso crítico, preferem descartar a religião recebida na infância a investigar sua veracidade.

 

Escrito por um dos mais importantes teólogos do último século e traduzido em mais de 50 línguas, incluindo chinês, japonês, russo e coreano, Cristianismo Básico é uma resposta a estas inquietações.

 

* * *

 “Não é possível afirmar que as declarações do carpinteiro de Nazaré são invenção ou exagero dos autores dos evangelhos. Elas aparecem nos quatro evangelhos, e as evidências de sua veracidade são bastante consistentes e equilibradas.

 

Não podemos considerar que Jesus foi um grande mestre se acreditarmos que ele estava errado em relação a um dos pontos principais de seu ensino, ou seja, ele mesmo [...].

 Seria ele um impostor? Teria ele tentado ganhar a devoção dos homens com suas visões, alegando uma autoridade divina que não possuía? É difícil acreditar que isso possa ter acontecido.

 

Há uma certa ingenuidade em Jesus. Ele odiava a hipocrisia e era transparentemente sincero.

 

Essa sinceridade seria uma farsa? Teria ele uma imagem ilusória de si mesmo? Jesus não aparentava nenhuma anormalidade, o que seria de se esperar em uma pessoa perturbada. Seu caráter sustenta suas declarações.

 Não o vemos como Deus disfarçado de homem, nem como um homem com qualidades divinas, mas como homem e Deus. Jesus foi uma pessoa histórica, com duas naturezas distintas e perfeitas, a divina e a humana. Só assim ele pode ser digno não apenas de nossa admiração, mas também de nossa adoração.”

 

SOBRE O AUTOR

 

Conhecido no mundo inteiro como teólogo, escritor e evangelista, John Stott é autor de mais de quarenta livros, incluindo O Discípulo Radical e Crer é Também Pensar. Foi pastor emérito da All Souls Church, em Londres, e fundador do London Institute for Contemporary Christianity. Foi indicado pela revista Time como uma das cem personalidades mais influentes do mundo.


Avaliação dos Clientes
  • Nenhum comentário foi postado para esse produto, seja o primeiro!